Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

CRISTO

CRISTO

Cristo, o título oficial dado a Jesus no Novo Testamtento , descreve Jesus como o ungido Salvador. A palavra vem do Grego Christos, que é a tradução do Hebraico Messias (João 1:41). Ambos os termos são originários do significado do verbo Òungir com óleo sagradoÓ, daí a expressão ÒO UngidoÓ.
Esses nomes dados a Jesus expressam a idéia que Deus ungiu Jesus para salvar o seu povo.
No Novo Testamento, o título é usado em combinação com o seu nome de nascimento, ÒJesus CristoÓ (Mateus 1:1; Marcos 1:1; Romanos 1:4), ÒCristo JesusÓ (Romanos 1:1; 1 Coríntios 1:1), com o artigo ÒOÓ (Romanos 7:4), ou com outro título ÒSenhorÓ (Romanos 16:18). É tambem usado como um nome substituto ou título para Jesus, a única palavra a ser usada dessa maneira (João 20:31; Romanos 15:3; Hebreus 3:6;5:5 ; 1 Pedro 1:11, 19).

Os Evangelhos retratam Jesus modestamente aceitanso o título e papel de Messias. Em seu batistmo, ele foi ÒungidoÓ para o ministério, sendo cheio do Espírito e como um selo de aprovação dado por Deus para começar o seu minisatério (Mateus 3:16-4:17). O próprio João Batista negou ser o ÒUngidoÓ mas identificou Jesus como ÒO CristoÓ (João 1:20; Lucas 3:14-17). Os primeiros discículos seguiram a Jesus porque sabiam que ele era o Messias (João 1:41).

Os demônios reconheceram Jesus como Òo Santo [ungido] de DeusÓ (Marcos 1:24; compare com Mateus 8:29). As multidões seguiram-no como a um Profeta, como o novo Moisés (João 6:14, 32), mas desertaram-no quando entenderam que o seu reino era espiritual, e não político (João 6:66). Os Doze Discípulos permaneceram leais, dizendo, ÒE nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que Deus enviouÓ (João 6:69). Como Pedro assim declarou, ÒO senhor é o Messias, o Filho do Deus vivoÓ (Mateus 16:16). Em seu julgamento, o fator decisivo para a condenação de Jesus foi a sua declaração de que ele era o Cristo (Mateus 26:63-64, 26:68; 27:11, 27:17, 27:22, 27:37).

A principal mensagem dos cristãos primitivos era que Jesus era o Cristo (Atos 2:36; Atos 3:18-20; Atos 9:22; Atos 28:23, 31). Esse ainda permance como o elemento básico da confissão da fé cristã (1 Coríntios 1:23; 1 João 5:1), a afirmação de que Jeus cumpriu perfeitamente o seu papel como o ungido profeta, sacerdote e Rei como um servo de Deus para o seu povo (Lucas 7:16; 1 Coríntios 15:25; Hebreus 7:22-28; Apocalipse 19:16).

Nenhum comentário:

Postar um comentário