Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

ECLESIASTES, LIVRO DE


ECLESIASTES, LIVRO DE

Livro em que estão registrados os pensamentos do “Sábio” (NTLH; RA e RC, “Pregador”), um homem que meditou profundamente sobre a vida humana, com suas injustiças e decepções, e concluiu que “tudo é vaidade” (NTLH, “ilusão’). Nesse livro fala muitas vezes um cético, isto é, alguém que duvida de tudo. Para ele, Deus está distante, ausente. Deus não acusa esse homem, mas deixa que ele fale dos seus sucessos e insucessos, do seu pessimismo e otimismo, da sua esperança e desespero. Mas esse homem se volta para Deus e descobre verdades consoladoras. O “Sábio” aconselha os jovens a se lembrarem do Criador nos dias da sua mocidade, antes que a morte chegue (12.

7). E no final do livro está a chave que o interpreta: é preciso obedecer a Deus porque ele pede contas de tudo a todas as pessoas (12.13-1

Nenhum comentário:

Postar um comentário