Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 13 de março de 2012

HANDEL, GEORGE FRIDERIC

HANDEL, GEORGE FRIDERIC

(1685–1759)

Compositor alemão; famoso por sua composição "O Messias"
Handel nasceu em Halle, Saxônia. Exceto por seus extraordinários dons musicais e seus antecedentes luteranos a carreira de Handel se situa em contraste marcante com a de seu notável contemporâneo e companheiro compatriota, Johan S. Bach. Ao contrário de Bach, Handel não veio de uma família musical; seu pai, um médico, queria que ele estudasse leis. Somente com muita relutância permitiu que seu filho recebesse instrução musical. Possuindo um gênio inqualificável, aos dezessete anos Handel dominava o cravo, o órgão, o violino e o oboé, bem como os elementos de composição.

A carreira de Handel como compositor começou por volta de 1703 em Hamburgo, onde florescia naquele tempo a ópera alemã. Depois mudou-se para a Itália onde passou de 1707 a 1710 aprofundando suas habilidades através do contato com compositores notados como Arcangelo Corelli e Alessandro e Giuseppe Scarlatti. Voltando à Alemanha em 1712 trabalhou brevemente para o futuro rei George I da Inglaterra, então Príncipe de Hanover. No ano seguinte se mudou para Londres, seu lar até o fim da vida. Foi enterrado lá na Abadia de Westminster.

Foi o crescente gosto da aristocracia de Londres pela ópera italiana que levou Handel para lá. Durante sua vida, escreveu cerca de quarenta dessas obras. Mesmo tendo a troca de estilo levado Handel a uma crise financeira e a um resultante colapso físico em 1737, ele não perdeu interesse pela ópera. Mas foi com oratórios que ele reconstruiu sua popularidade e fortuna. O oratório havia começado na Itália como uma espécie de ópera sacra. Era normalmente encenado sem vestuários e só algumas vezes com cenários. Handel combinava seu dom particular para a música dramática com sua maestria da tradição do coral inglês para criar um novo tipo de oratório que apelasse para a classe média inglesa culta. Embora algumas de suas trinta obras sejam seculares, a maioria emprega enredos extraídos do Velho Testamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário